Tem FM
  • Bom Retiro do Sul/RS

Tesla pode estar acabando com todas as baterias do mundo



A Tesla se consolidou no mercado como talvez a mais importante fabricante de veículoselétricos da atualidade, além de outros produtos da mesma categoria. Seus planos ambiciosos incluem uma fábrica gigante nos Estados Unidos, chamada Gigafactory 1, responsável por suprir a empresa com baterias para carros e outros dispositivos capazes de armazenar eletricidade para residências e outros estabelecimentos.

Levando em consideração que a Panasonic é a maior fabricante de baterias automotivas de íon de lítio do planeta, isso pode significar uma grande escassez na categoria

Para solucionar um gargalo de produção que causou perdas de cerca de US$ 619 milhões, ou R$ 2 bilhões, para a empresa no último trimestre, a Tesla está comprando praticamente toda a produção de baterias da Panasonic, companhia parceira da marca com a qual opera a Gigafactory 1 nos EUA.

Levando em consideração que a Panasonic é a maior fabricante de baterias automotivas de íon de lítio do planeta, isso pode significar uma grande escassez na categoria. A Tesla tem usado as baterias da Panasonic com alguma tecnologia própria acrescentada para alimentar seus veículos.

Baterias para tudo

O problema é que a produção da Gigafactory 1 ainda não é capaz de suprir as necessidades da Tesla, apesar de alguns processos que eram feitos nela ainda manualmente já terem sido automatizados para acabar com o gargalo de produção. A empresa acabou importando baterias da Panasonic diretamente do Japão para solucionar a falta imediata desses dispositivos.

As informações, porém, são questionadas por outras publicações, que têm um entendimento diferente e que mostra que o problema ou não é tão grave assim

Assim, outras empresas para as quais a Panasonic fornecia baterias acabaram buscando outras empresas, como a Samsung, a LG e a Murata, mas elas obviamente não foram capazes de suprir essa demanda repentina. As informações, porém, são questionadas por outras publicações, como a Electrek, que têm um entendimento diferente e que mostra que o problema ou não é tão grave assim, ou a Tesla estaria ocultando o que realmente pode estar acontecendo de problema na Gigafactory 1.

O que realmente está acontecendo e se vamos ficar sem baterias em um futuro breve, só o tempo dirá.

Link Notícia
Fonte: TECMUNDO / RAFAEL FARINACCIO | @rfarinaccio / ETNEWS | FOTO: © Divulgação/Imagens da internet