Tem FM
  • Bom Retiro do Sul/RS

Com problema de saúde, GSP deve deixar o peso médio do UFC e abdicar do cinturão

Canadense está com úlcera e admite não lutar mais nos 84kg

Todas as informações Superesportes

Depois de conquistar o cinturão ao desbancar Michael Bisping no retorno ao octógono, no UFC 217, em Nova York, Georges St-Pierre dificilmente permanecerá no peso médio. O canadense confirmou informação do chefão Dana White, de que está com uma úlcera no intestino, e voltou a admitir a dificuldade em lutar na divisão até 84kg, já que é oriundo dos meio-médios (até 77kg).

Logo depois de derrotar Bisping, ainda no octógono do Madison Square Garden, GSP não deu a certeza de que permaneceria na divisão dos médios, justamente pela dificuldade em se manter com o peso acima ao qual está acostumado. Entretanto, com esse problema de saúde, o canadense praticamente desistiu de continuar subindo para os 84kg. 
 
“Não tenho certeza, se eu competir, que vou voltar ao peso médio. Acho que não. Se eu quiser voltar ao peso médio, vou ter que comer como estava fazendo”, afirmou o campeão, que terá de abdicar do cinturão caso decida retornar aos meio-médios do UFC. “Aprendi com meus erros. Não acho que é algo bom me forçar a comer para ganhar massa muscular”, declarou o canadense à emissora TSN.
 
No peso médio, o próximo passo de Georges St-Pierre seria encarar o campeão interino, Robert Whittaker, pelo cinturão unificado. Com a eventual saída do canadense, porém, o UFC terá que definir um novo adversário para o australiano, valendo o título vago. Luke Rockhold, atual número 3 no ranking da divisão, surge como forte candidato.
 
GSP deixou mais evidente que não deverá retornar ao peso médio para defender o título. “Acho que o corpo tem um peso natural em que pode performar no melhor de suas habilidades técnicas. Para mim, o peso em que estou agora é o meu peso perfeito”, comentou o maior campeão dos meio-médios do UFC, com nove defesas de cinturão. 
Link Notícia
Fonte: Redação /Superesportes | FOTO: Mike Stolbe / AFP